Mitos e verdades sobre a experiência internacional | Ruas de Londres | Foto: Andrea Tissenbaum
Mitos e verdades sobre a experiência internacional | Ruas de Londres | Foto: Andrea Tissenbaum
Os mitos e as verdades sobre a experiência internacional são incontáveis. Seguem apenas alguns deles. Talvez existam mais, espero que não!

A gente acha que viajar vai resolver todos os problemas. Não vai. Areja a cabeça, mas em geral os problemas viajam com a gente na mala. E, dependendo do problema, estar longe faz com que a gente fique ainda mais aflito.

Eu posso me comportar do mesmo jeitinho em qualquer lugar. Não pode. Cada país tem sua própria cultura e suas próprias regras que, em geral, são muito diferentes de tudo com que estamos acostumados. É bom ficar atento porque essas coisas são levadas a sério no exterior.

Preciso mudar meus hábitos. Não precisa. Precisa adaptar seus hábitos e aprender a se comportar de novas formas. É fácil. É só se deixar levar. Aberto, tranquilo, sem medo.

Estudar lá fora é igual a estudar no Brasil. De um modo geral, não é. Os cursos lá fora são mais exigentes, especialmente se falamos em pós-graduação. A dedicação é grande e a gente passa boa parte do tempo mergulhado nos estudos.

Eu não vou conseguir me divertir! Claro que vai. Parte da experiência de viver no exterior está relacionada a conhecer pessoas, passear, visitar lugares, se abrir para as artes e cultura.

Ahhh, eu não vou conseguir, não vai rolar pra mim. Vai conseguir sim. Tem uma quantidade incrível de oportunidades a serem exploradas fora do Brasil. Mas, tem que ter vontade, um pouco de paciência, muita curiosidade e um certo sentido de empreendedorismo pessoal: empreender para você. Procurar incansavelmente o que está buscando, até encontrar.

Curta o Blog da Tissen no Facebook. Siga o Blog da Tissen no Tweeter.

Compartilhe

DEIXE UMA RESPOSTA