Compartilhe
Jornalistas na Alemanha | Foto: Mephisto 97.6, via Wikimedia Commons
Programa oferece a jornalistas a experiência de trabalhar como redatores-visitantes em um veículo de comunicação na Alemanha. Inscrições até 15/09.

O Programa Internacional para Jornalistas – IPJ, é um estágio de dois meses, que oferece a profissionais latino-americanos a experiência de trabalhar como redatores-visitantes em um veículo de comunicação na Alemanha.

Além de promover as relações entre a Alemanha e países da América Latina, o programa tem por objetivo dar a jornalistas das duas regiões a oportunidade de conhecer de perto outro país e trabalhar como correspondentes por dois meses.

Durante o estágio, os jornalistas poderão se familiarizar com a realidade política e econômica da Alemanha e conhecer a cultura e mentalidade de sua população. O trabalho diário numa redação assegura o contato com jornalistas alemães e a criação de laços profissionais e de amizade. Além disso, a extensa rede de ex-bolsistas do IPJ, garante a manutenção dessas novas relações após o término do programa.

> O que é necessário para participar?
– Ser jornalista profissional com idade entre 25 e 35 anos. Estudantes não podem se candidatar.
– Ter bom conhecimento da língua alemã. Em casos excepcionais, fluência em inglês e espanhol podem ser suficientes.
– Estar trabalhando no Brasil em tempo integral como jornalista ou colaborador em um veículo de comunicação (jornal, revista, televisão, rádio ou online). Profissionais de redações de empresas públicas de comunicação podem se candidatar. O IJP está aberto também a  freelancers, desde que os documentos necessários para a candidatura sejam assinados pelo veículo de comunicação mais importante para o qual o profissional colabora.

As candidaturas devem ser enviadas por e-mail ao setor de imprensa da Embaixada da Alemanha em Brasília ou ao Consulado da Alemanha mais próximo de sua moradia (São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre ou Recife) até o dia 15 de setembro.

O material deve ser organizado em um arquivo único, que contenha todos os documentos necessários, em formato PDF. Como os contatos nesses órgãos podem mudar com o passar do tempo, confirme o endereço eletrônico e o contato do responsável local antes do envio dos seus documentos. Caso você chegue à fase final, deverá comparecer a uma entrevista na Embaixada ou no Consulado mais próximo.

>> Sua candidatura deve incluir:

  • Currículo (de preferência em alemão) com endereço, telefone pessoal e profissional (com o prefixo do país) e e-mail. Espera-se que você comprove, de alguma maneira, os conhecimentos de idioma exigidos.
  • Uma carta de motivação (máximo de duas páginas, de preferência em alemão). A carta deve conter três informações: o motivo pelo qual você deseja participar do programa, seu interesse pela Alemanha e o veículo em que deseja trabalhar durante a bolsa.

Obs. Jornalistas de televisão devem explicar como pretendem produzir reportagens na Alemanha, sem contar com o IJP, que não poderá disponibilizar câmeras e material audiovisual.

  • Três cópias de textos publicados que ofereçam uma amostra de sua capacidade profissional. Se você trabalha em televisão ou rádio, anexe endereços eletrônicos onde seus trabalhos possam ser encontrados.
  • Uma carta de recomendação do redator-chefe do veículo de comunicação em que você trabalha (em português), contendo uma descrição de sua capacidade profissional. A carta deve autorizar sua participação no programa por dois meses.
  • Três ideias de pautas que você gostaria de produzir durante o período da bolsa na Alemanha (máximo de 600 caracteres por pauta). Os assuntos não precisam ser necessariamente atuais.

O período de candidatura ao IJP começa em 1 de agosto e vai até 15 de setembro. Os resultados da seleção serão anunciados aos bolsistas até o começo de novembro. Candidatos não aprovados para o programa receberão uma notificação até o começo de dezembro.

O programa terá início no final de fevereiro de 2019 com um seminário introdutório de alguns dias em Berlim, no qual bolsistas alemães também estarão presentes. Em seguida, os participantes latino-americanos começarão a trabalhar nas respectivas redações-anfitriãs. No final de março, o Instituto Goethe organizará uma viagem de uma semana por duas ou três cidades alemãs e a participação é obrigatória.

A bolsa para os participantes latino-americanos é de 3.600 euros. Com esse dinheiro, o bolsista deve cobrir todos os seus gastos, incluindo viagem, acomodação e alimentação na Alemanha. O IJP não se responsabiliza por quaisquer gastos extras. Os custos de hospedagem durante o seminário de introdução serão cobertos pela organização do programa. O trabalho durante o estágio não será remunerado pelo veículo de comunicação alemão.

Conheça todos os detalhes do Programa Internacional para Jornalistas – IJP, AQUI.

Em caso de dúvidas, entre em contato diretamente com a coordenação do programa (Vera Freitag e Sebastian Erb): latino@ijp.org

Sobre o IJP – Internationale Journalisten-Programme
Fundado em 1981 por jornalistas alemães, o IJP dedica-se a apoiar jornalistas jovens e talentosos e a promover o intercâmbio de ideias entre a Alemanha e outros países. É uma organização independente, sem fins lucrativos, cujos membros trabalham de forma voluntária. Atualmente conta com mais de 2.500 membros, que já se beneficiaram de seus diferentes programas. A bolsa de intercâmbio entre a Alemanha e a América Latina existe desde 1997.

Andrea Tissenbaum, a Tissen, escreve sobre estudar fora e a experiência internacional. Também oferece assessoria em educação e carreiras internacionais
Entre em contato: tissen@uol.com.br

Siga o Blog da Tissen no InstagramFacebook e Twitter.

Fonte: IPJ

Compartilhe

DEIXE UMA RESPOSTA